terça-feira, 19 de setembro de 2017

Ícone do público LGBT, Xuxa se manifesta sobre lei de "reversão sexual"

Reprodução TV / Brunno Rangel / Montagem
A Justiça Federal do Distrito Federal decidiu nessa última segunda-feira, 18, que permite que psicólogos tratem gays e lésbicas como doentes, podendo fazer terapias de “reversão sexual”, sem sofrerem qualquer tipo de censura por parte dos conselhos de classe.

A decisão, do juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, é liminar e acata parcialmente o pedido de uma ação popular. Esse tipo de tratamento é proibido desde 1999 por uma resolução do Conselho Federal de Psicologia. O órgão disse que vai recorrer.

Xuxa Meneghel, que tem um enorme público LGBT se manifestou nas redes sociais sobre o assunto. Em uma postagem, a Rainha dos Baixinhos se mostrou bastante indignada:

"Homossexualidade não é doença! Repúdio a decisão da Justiça Federal do DF..." escreveu Xuxa na legenda da foto.

Em sua atual turnê, "XuChá - O Chá da Xuxa" em determinado momento dois de seus dançarinos de beijam, ao som de "Toda forma de amor" de Lulu Santos.

Segue link para assinatura do manifesto:  www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR101981

Uma publicação compartilhada por Xuxa Meneghel (@xuxamenegheloficial) em

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››