Xuxa

Modelo, apresentadora, cantora, atriz, empresária, filha, irmã, mãe. Abaixo você confere a vitoriosa história de vida de uma pequena gaúcha que conquistou o mundo com seu carisma.



No dia 27 de março de 1963, o mundo ganhou de presente uma menina loirinha, de olhos azuis, que em pouco tempo dividiria toda a sua luz com as pessoas. O nome Maria da Graça Meneghel foi escolhido pelo pai, Luiz Floriano Meneghel, na cidade de Santa Rosa, no Rio Grande do Sul. Mas assim que chegou em casa, ela ganhou o apelido carinhoso de Xuxa do irmão Bladimir e assim ficou conhecida por toda a sua vida.

Filha de militar, Xuxa teve que deixar a cidade onde nasceu, em 1970, para morar no Rio de Janeiro com toda a família: a mãe, Alda, e os irmãos, Solange Aldaiz, Mara Rúbia, Cirano Rojabaglia e Bladimir. Xuxa nem podia imaginar o quanto a sua vida mudaria neste novo lugar. 

A Descoberta
Quando Xuxa fez 15 anos, sua vida começou a mudar radicalmente, mas a futura “Rainha” nem imaginava o que viria pela frente. Durante uma viagem de trem, uma pessoa que trabalhava em revistas reparou na beleza encantadora da menina e a convidou para ser modelo. No ano seguinte, Xuxa brilhou na capa da revista “Carinho” e em pouco tempo ela despontou na carreira artística. 

Xuxa chega a TV
Com apenas 20 anos, Xuxa foi presenteada com o seu primeiro programa, o “Clube da Criança”, na antiga TV Manchete. Lá, todo mundo pôde reparar no talento da apresentadora e dois anos depois, em 1985, ela foi convidada para assumir o “Xou da Xuxa”, na TV Globo. A grande estréia aconteceu no dia 30 de junho de 1986. Imediatamente, Xuxa conquistou o coração de todas as crianças do país. O programa durou sete anos. Nesse período, ela alcançou 139 discos de ouro, 52 de platina e 10 de diamante – o que significa cerca de 14 milhões de cópias vendidas! O terceiro álbum, “Xou da Xuxa”, colocou o nome da apresentadora no “Guinness Book” (Livro dos Recordes) ao vender 3,2 milhões de cópias. Entre as músicas que ficaram mais famosas estão: “Ilariê”, “Arco-Íris”, “Abecedário da Xuxa” e “Brincar de Índio”.
No ano de 1988, a apresentadora passou a se chamar Maria da Graça Xuxa Meneghel, depois de registrar oficialmente o nome Xuxa.




A carreira internacional 
Em 1989, Xuxa passou a comandar dois programas: o “Xou  da Xuxa”, de segunda a sábado, e o “Bobeou Dançou”, aos domingos. Na mesma época, Xuxa atendeu ao pedido do público latino-americano e lançou um disco em espanhol. A popularidade da apresentadora cresceu tanto que, em 91, ela passou a comandar “El Show de Xuxa”, na Argentina, consagrando de vez a carreira internacional. O programa foi exibido em mais de 16 países latinos e nos EUA.
Em seguida veio o “Xuxa Park”, em 1992, que foi exibido pela Tele 5 espanhola, antes mesmo do lançamento no Brasil! Já em maio de 1993, ela voltou à TV no Brasil com mais um feito inédito: o programa “Xuxa”, que levava somente o seu nome, passou a ser exibido em 121 canais independentes nos EUA. Neste mesmo ano, contudo, uma notícia triste abalou a apresentadora e seus fãs. Um problema de saúde deixou Xuxa sem trabalhar por vários meses. Em 1994, ela deu a volta por cima e estreou o “Xuxa Park”. O sucesso do quadro “Xuxa Hits” - que aparecia ao final do programa - foi tão grande que a atração ganhou espaço na grade de domingo. Em abril de 1997, o Brasil inteiro conheceu o “Planeta Xuxa”, que fez a alegria dos fãs que cresceram acompanhando a carreira da loura. Crianças, adolescentes e adultos curtiram a atração, que ainda trazia o quadro “Intimidades”, no qual Xuxa entrevistava os famosos. Novamente, ela passou a gravar dois programas ao mesmo tempo: “Xuxa Park”, aos sábados, e o “Planeta Xuxa”, aos domingos.



Sasha
No entanto, a maior alegria da vida de Xuxa ainda estava por vir. A apresentadora, que sempre amou todos os seus baixinhos, ganhou a sua baixinha. No dia 28 de julho de 1998, nasceu Sasha Meneghel Szafir, filha de Xuxa com o empresário e ator Luciano Szafir. Desde então, toda a vida e rotina da apresentadora foi mudada para aproveitar cada pedacinho, cada detalhe do crescimento da menina. “A Sasha foi o meu maior sonho realizado”.


Um sonho só para baixinhos
O nascimento da Sasha reacendeu em Xuxa a vontade de trabalhar com crianças. O desejo da apresentadora tornou-se ainda mais forte quando ela sentiu dificuldade em encontrar projetos audiovisuais para a filha. Assim, foi criado o primeiro “Xuxa Só Para Baixinhos”, em 2000. O kit (CD + vídeo) agradou em cheio, mas torná-lo realidade exigiu muita garra da apresentadora, já que no início pouca gente acreditou no projeto. O “Xuxa Só Para Baixinhos 2” mostrou que a vontade da Xuxa era também uma carência das crianças. O álbum teve reconhecimento mundial e conquistou o prêmio Grammy Latino de 2002, na categoria de Melhor Álbum Infantil. Em 2003, Xuxa foi novamente indicada e levou a estatueta na mesma categoria.
Em 2004, pela terceira vez consecutiva, Xuxa concorreu com o "Xuxa Só Para Baixinhos 4". Em setembro de 2006, a sexta edição, “Xuxa Festa”, recebeu a indicação de Melhor Álbum Infantil Latino. A apresentadora também lançou o “XSPB 5 – Xuxa Circo” e em julho de 2007, o “Xuxa Só Para Baixinhos 7 – Brincadeiras”, "XSPB 8", "Natal Mágico", "XSPB 10- Baixinhos, Bichinhos e +", "XSPB 11" e "XSPB 12 - É pra dançar".



Xuxa no Parque
O sonho de divertir os baixinhos fez com que Xuxa inaugurasse, no dia 30 de junho de 2003, o seu próprio parque de diversões. “O Mundo da Xuxa” , em São Paulo, possui mais de 18 atrações infantis em uma área de 12mil m². I parque encerrou suas atividades no final de fevereiro de 2015.



No Mundo da Imaginação
Após dois anos no ar, o "Xuxa no Mundo da Imaginação", que ficou na programação global de 28 de outubro de 2002 a 31 de dezembro de 2004, foi completamente repaginado. Com o nome de "TV Xuxa", a atração estreou no dia 4 de abril de 2005, das 10h ao meio-dia, sob direção de Jorge Fernando. Em abril de 2007, o programa passou para as mãos do diretor Fabrício Mamberti. A reestreia marcou uma nova fase do programa, mais moderna, colorida e voltada para crianças de várias idades.    



O futuro é todo dia
Em 2006, outra marca histórica foi alcançada: Xuxa completou 20 anos de carreira na TV Globo. Uma grande festa no Dia das Crianças reuniu milhares de convidados no Rio de Janeiro. Mas, outros momentos especiais também marcaram a data, como a estréia do especial “Xuxa 20 anos”, que reuniu todas as Paquitas que estiveram no palco com a apresentadora. Neste mesmo ano, ela lançou a turnê “Xuxa Festa”, com repertório inspirado no projeto “Xuxa Só Para Baixinhos 6”.
O filme “Xuxa Gêmeas”, a primeira comédia estrelada por ela, e 15º filme de sua carreira, foi lançado em dezembro do mesmo ano. Logo depois, o longa-metragem atingiu a marca de 1 milhão de expectadores.
O ano de 2007 começou cheio de mudanças para Xuxa. O programa diário da apresentadora, o “TV Xuxa”, passou por uma reformulação total do cenário às atrações e ficou muito mais moderno.
O sucesso da apresentadora com o público adulto rendeu mais um convite para Xuxa em fevereiro de 2008 que estreiou o TV Xuxa semanal para familía toda aos sábados. A atração ficou no ar até 2014, ano que a apresentadora começou a tratar um problema no pé e teve que se afastar da TV. Em 2015 Xuxa se transferiu para Rede Record, onde comanda um programa voltado para toda da família toda segunda-feira a noite.

No dia 15 de junho de 2007, Xuxa encontrou-se com o presidente Luís Inácio Lula da Silva e lançou, em Brasília, a campanha nacional “Não Bata, Eduque”, contra os castigos físicos e humilhantes em crianças.
Em maio, Xuxa foi convidada para representar o projeto internacional Live Earth, que procura informar a todos sobre os efeitos das mudanças climáticas na Terra.

0 comentários: